quarta-feira, 31 de outubro de 2012

GOSTOSURAS OU TRAVESSURAS?



Gostosuras ou travessuras? Fico com as gostosuras. Hoje é comemorado o dia das bruxas nos EUA, uma das maiores festas populares da terra do tio Sam. Obviamente esta data já contaminou vários países do planeta, inclusive nós aqui do Brasil. Por aqui, como este ano é véspera de feridão, nada melhor do que festejar a data comendo e bebendo muito bem. Minha dica é um aperitivo para lá de sugestivo.


OVOS COM ARANHAS


Ingredientes:

6 ovos cozidos cortados ao meio
2 colheres (sopa) de maionese
1 colher (sopa) de azeite
1 pitada de sal
1 pitada de pimenta do reino branca
12 azeitonas pretas inteiras (para o corpo)
48 fatias de azeitonas partidas ao meio (para as pernas)

Modo de Preparo:

Retire cuidadosamente as gemas e as misture com a maionese, o azeite, o sal e a pimenta. Recheie novamente as metades dos ovos e monte conforme a foto acima.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

PAVÊ DE PAÇOCA




Existe um docinho que todo brasileiro acostuma a comer de criança. Mente quem diz que não gosta desta iguaria tão nacional. A receita de hoje vem da minha infância e divido com vocês.


PAVÊ DE PAÇOCA


Ingredientes:
   
395g de leite condensado
16g de amido de milho
120g de paçoca
200ml de leite
5ml de essência de baunilha
3 gemas
Biscoito champanhe o quanto baste
Leite para umedecer os biscoitos
Calda de chocolate e paçoquinha para cobrir

Modo de Preparo:

Misture bem o leite condensado, as gemas, a essência de baunilha, o leite e o amido de milho, leve ao fogo alto e mexa até engrossar. Espere amornar e misture grosseiramente a paçoca quebrada no creme. Monte o pavê em uma travessa de vidro colocando camadas do biscoito passado no leite e neste creme. Cubra com uma camada de paçoca pura e por último a calda de chocolate.

domingo, 28 de outubro de 2012

SONHO DE PADARIA



Desde criança namoro os sonhos expostos nas vitrines das padarias mais tradicionais. O pão doce frito recheado com um delicioso creme amarelo de confeiteiro e coberto com uma fina película de açúcar de confeiteiro são fabricados em vários países deste planeta. Na Itália é conhecido como Bombolone e nos Estados Unidos como Donuts. Os franceses e os alemães também possuem as suas versões: beignet e berliner, respectivamente. Aqui no Brasil chegou através dos portugueses que por lá o chamam de Bola de Berlim. Mas chega de papo furado e vamos à receita desta deliciosa iguaria.


SONHO DE PADARIA

Ingredientes:

4 xícaras (chá) de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de açúcar
3 colheres (sopa) de manteiga
2 gemas
1 pitada de sal
2 tabletes de fermento para pão
1 xícara (chá) de leite morno
óleo para fritar
açúcar para polvilhar

Para o creme:

2 xícaras (chá) de leite
3 colheres (sopa) de amido de milho
4 gemas
½ xícara (chá) de açúcar
1 colher (chá) de baunilha

Modo de Preparo:

Do sonho: esfarele o fermento e junte o sal. Misture até obter um líquido e reserve. Coloque a farinha de trigo (reserve um pouco), o açúcar, as gemas, a manteiga e o fermento reservado misturado com o leite morno em um bowl. Mexa com uma colher de pau. Sobre uma superfície lisa sove a massa, polvilhando com a farinha reservada. Deixe descansar por aproximadamente 15 minutos. Em seguida, abra a massa grosseiramente com as mãos e modele os sonhos com cortador redondo. Coloque em um tabuleiro enfarinhado, cubra com um pano e deixe dobrar de volume. Frite em óleo não muito quente e escorra em uma grelha. Espere esfriar, abra ao meio e coloque o recheio. Polvilhe o açúcar.

Do creme: coloque o leite (reserve um pouco), o açúcar, o amido de milho dissolvido com o leite reservado e as gemas levemente batidas. Cozinhe até engrossar (uns 5 minutos). Retire do fogo e adicione a baunilha. Mexa bem.

sábado, 27 de outubro de 2012

GELÉIA DE UVAIA



Quando era criança morava numa casa cujo quintal tinha um vizinho que tinha um pé de Uvaia. Nunca ouviu falar? é uma frutinha típica da nossa região sudeste e até pouco tempo atrás os pés se espalhavam até pelas ruas dos bairros. Hoje com condomínios praticamente desérticos e com a total ausência de pomares, apenas pouco felizardos tem a oportunidade de degustar esta iguaria tão brasileira e nutritiva (tem duas vezes mais vitamina C que a laranja e o limão). Também conhecida como uvalha, uvaieira, orvalha, ubaia ou ubóia, não é uma frutinha que dá para comer direto do pé, pois apesar de conseguir encontrar algumas docinhas, a maioria é bem azeda. É uma mistura de damasco com pitanga e maracujá, dá pr'a entender?!. Eu adoro a geléia feita com esta fruta e de tão fácil que é de ser feita, posto hoje a sua receita. A polpa você consegue comprar neste site aqui.


GELÉIA DE UVAIA


Ingredientes:

600g de polpa de uvaia (sem as sementes claro)
1 xícara (chá) de água mineral
400g de açúcar cristal

Modo de Preparo:

Bata a polpa com a xícara de água no liquidificador, passe pela peneira e junte o açúcar cristal. Leve ao fogo numa panela grande de fundo grosso e cozinhe mexendo sempre até atingir o ponto de geleia (ao pingar num prato ela não escorre). Coloque em vidros esterilizados com água fervente e bem secos e guarde na geladeira.


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

TARTARE DE BOEUF POÊLÉ




Um dos pratos tradicionais da culinária francesa, é o Boeuf Tartar, ou ainda o Steak Tartar. Como muita gente torce o nariz com se fala em comer um prato a base de carne e ovos crus, os franceses também criaram a versão grelhada que posto hoje. 

TARTARE DE BOEUF POÊLÉ


Ingredientes para uma porção:

200g filé mignon extra limpo
1 colher (chá) de alcaparras
1 colher (chá) de mostarda
1 colher (chá) de ketchup
1 colher (chá) de cebola picada
1 colher (chá) de molho inglês
algumas gotas de Tabasco
1 colher (sopa) de salsa picada
sal e pimenta

Modo de Preparo:

Com uma faca afiada, pique a carne finamente. Coloque em uma tigela e adicione todos os temperos (alcaparras, cebola picada, salsa, mostarda, ketchup, molho inglês e Tabasco). Corrija sal e pimenta e misture. Junte a mistura em suas mãos, forme uma bola e achate-a como um hamburguer. Aqueça uma panela com um pouco de azeite em fogo forte. Quando estiver bem quente, grelhe a carne por 2 minutos de cada lado. Sirva imediatamente com batatas fritas. 

terça-feira, 23 de outubro de 2012

FRICASSÊ DE JACARÉ



Apesar do jacaré ser um réptil com cara de poucos amigos, sua carne, ao contrário é muito delicada. Aqui no sudeste não temos muito o hábito de comer esta iguaria, já nos estados de MT, MS e GO, além do norte do país, seu consumo é grande. Quem é pescador sabe o que eu estou falando e principalmente não dispensam este petisco. A carne de jacaré é bem clarinha, assemelhando ao peito de frango. Não deve ser cozida por muito tempo, senão ficará borrachuda. Como disse anteriormente o sabor é muito delicado e a carne não tem praticamente gordura. Normalmente comemos apenas o rabo, mas o bicho todo é aproveitável. A carne das costelas, se separada dos ossos, é tão macia e saborosa quanto a do rabo. A carne das patas, pode ser cortada em tiras, iscas e moída para fazer hambúrguer ou linguiça e com os ossos da carcaça dá para fazer um belo caldo.



FRICASSÈE DE JACARÉ


Ingredientes:

1 kg. de carne de jacaré
1 cebola média cortada em rodelas
2 colheres de sopa de azeite
2 tomates sem as sementes
2 cenouras
1 folha de louro
1/2 maço de salsinha
6 xícaras (chá) de água filtrada
2 colheres (sopa) de manteiga
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de vinho branco seco
2 xícaras (chá) de creme de leite fresco
3 gemas
1 vidro de palmito cortados em rodelas

suco de 1 limão
sal e pimenta a gosto

Modo de Preparo:


Limpe, lave bem a carne e corte-a em pequenos pedaços. Tempere com sal,  pimenta, cebola e o suco de limão. Deixar descansar na geladeira por meia hora. Aqueça o azeite em uma panela, coloque a carne e deixar dourar. Junte os tomates e quando desmancharem, coloque as cenouras, a folha de louro e a salsinha. Misture tudo muito bem, acrescente a água e deixe ferver até que a carne fique macia mas não borrachuda. Retire a carne do fogo, coe o caldo e reserve-o. Coloque então em uma panela a manteiga para derreter, junte a farinha de trigo e misture bem. Retire a panela do fogo e acrescente uma a uma, 4 xícaras (chá) do caldo reservado. Misture muito bem, adicione o vinho, retorne ao fogo e mexa até engrossar. Acrescente então a xícara (chá) de creme de leite fresco e mexa até levantar fervura. Retire do fogo e junte as 3 gemas misturadas com a outra xícara (chá) do creme de leite. Misture novamente e acrescente a carne e o palmito. Por fim leve ao fogo e mexa até engrossar um pouco. Sirva com arroz à grega e batata palha.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

BAIXA GASTRONOMIA



A baixa gastronomia faz o maior sucesso nas grandes e pequenas cidades. Por não se importarem com as estrelas que vão receber mas sim pela ocupação de mais de 100% do prato, com o bife caindo pelas bordas, os botecos e biroscas são os preferidos de muitos apreciadores da boa gastronomia de raiz. Sem frescura alguma, o lugar não tem chef, mas sim um cozinheiro. Não possui menu, mas um cardápio e neles você jamais encontrará palavras como creme brülée, espuma de aspargos, redução, em lâminas, mix, etc. Os garçons sempre velhos e feios, servem o arroz com uma só mão, juntando as duas colheres, sem derramar um grão sequer. Por fim por lá não se harmoniza bebidas, mas apenas deve cair bem com o prato que for comer. A receita de hoje é dobradinha com feijão branco e linguiça.


DOBRADINHA


Ingredientes:

2 quilos de dobradinha
500g de linguiça defumada
500g de bacon
1 kg de feijão branco
1 xícara (chá) de óleo de milho
1 colher (sopa) de colorau
2 cebolas
2 cubos de caldo de carne
2 colheres de alho e sal
5 folhas de louro

Modo de Preparo:

1 – Lave muito bem o bucho com vinagre e limão e corte em pedaços pequenos. Ferva 3 vezes com meia colher de sopa de bicarbonato de sódio.

2 - Junte em uma panela de pressão o óleo, o colorau e o alho, deixe dourar e acrescente o bucho. Misture bem para que fique bem temperado e acrescente água até cobrir tudo. Deixe cozinhando por 45 minutos.

3 - Coloque o feijão branco para cozinhar em outra panela de pressão com uma pitada de sal e as folhas de louro. Deixe cozinhar por 40 minutos.

4 - Enquanto a dobradinha e o feijão estão cozinhando, frite o bacon cotado em cubinho. Acrescente a lingüiça e deixe fritar bem.

5 - Depois que a linguiça e o bacon estiverem fritos, reserve estes ingredientes, retire metade da gordura e doure a cebola junto com o caldo. Reserve.

6 - Verifique o ponto do feijão e da dobradinha e junte-os com os ingredientes da panela, deixando ferver por mais 5 minutos. Adicione o bacon e a linguiça e deixe ferver por mais 10 minutos.

7 - Acrescente o cheiro verde na hora de servir com arroz branco.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

PANZANELLA




A origem da panzanella é atribuída ao hábito dos camponeses de umedecer o pão amanhecido e misturá-lo a verduras. O nome vem das palavras "pane" (pão) e "zanella" (prato fundo ou de sopa). Outra versão afirma que trata-se de uma inversão da antiga palavra "zampanella". E uma última que deriva da palavra “panzana”, ou papai. Todavia, independente da sua origem o que importa é que é mais uma delícia da Itália. Vamos a receita que costumo fazer.

PANZANELLA

Ingredientes:

6 fatias de pão italiano em cubos
6 tomates italianos em cubos
1 pepino com casca e picadinho
½ xícara (chá) de azeitonas pretas fatiadas
1 cebola picadinha (eu prefiro a roxa, pois é doce)
2 colheres (sopa) de alcaparras lavadas
100ml de azeite de oliva extravirgem
30ml de vinagre de maçã
Folhas de manjericão fresco
Sal e pimenta do reino

Modo de Preparo:

Em forno pré-aquecido, doure levemente os cubos de pão e reserve para esfriar. Em um bolw, emulsione o azeite juntamente com o vinagre até obter uma mistura homogênea. Misture então todos os ingredientes, inclusive o pão italiano e sirva como antepasto.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

CARACOL DE COCO




Quem for rato de padaria como eu e gostar de guloseimas com coco, com certeza conhece o caracol de coco, ou Pão Caracol de Coco, como algumas padarias costumam nomeá-los. Caso você nunca tenha ouvido falar ou mesmo conheça por outro nome, a verdade é que o pãozinho é uma delícia e irã fazer a diferença no seu próximo café da manha, lanche ou  brunch. 


CARACOL DE COCO 


Ingredientes:

600g de beijinho de coco
600g de farinha de trigo
150ml de água
3 ovos
60g de açúcar.
60ml de óleo de milho.
50g de leite em pó.
50g de fermento fresco.
5g de sal.

Modo de Preparo:

1) Em um recipiente misture o fermento, o açúcar, a água, o óleo e os ovos.

2) Acrescente o leite em pó, o sal e aos poucos a farinha até a massa ficar lisa.

3) Sove até soltar das mãos.

4) Deixe descansar coberta com filme plástico por uns 20 minutos.

5) Corte a massa em 10 partes iguais e com auxílio de um rolo, estique-as formando uma tira tina.

6) Espalhe então o beijnho ao longo das tiras e enrole-as colocando em uma assadeira untada com óleo. Deixe descansar por meia hora.

7) Leve ao forno pré-aquecido a 180°C por aproximadamente 30 minutos.

8) Retire e deixe esfriar. Salpique coco ralado.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

LARANJA COM PIMENTA



Sou do tempo em que nascíamos sabendo descascar a laranja. É verdade, aquele hábito de se sentar à sombra depois do almoço com uma bacia cheia de laranjas no colo e uma faca na mão ficou para trás. Minha filha de onze anos não tem idéia de que descascar uma laranja exige técnica para a qual não há mais treino num mundo em que a criança não pode mexer com faca e a laranja já chega espremida. Acha que estou brincando? Pois para começar é necessário escolher o lado mais mole, oposto ao pedúnculo, ir contornando o epicarpo com a faca e, ao mesmo tempo, medir a força para atingir a profundidade exata que permite a retirada da camada laranja, sem machucar o mesocarpo. Necessita ainda,  empurrar para a frente a parte a ser descascada com o polegar e ajudar a rodar a laranja com a outra mão. Tudo isso, sabendo a hora de parar e não deixar a casca se romper. Depois é só tirar a tampinha e chupar um saco inteiro (nós comíamos até o bagaço e dificilmente tínhamos problemas com funcionamento do intestino). Hoje a postagem é de uma receita fria de laranja para você servir como entrada.


ENTRADA DE LARANJA COM PIMENTA

Ingredientes:

5 laranjas pera descascadas e fatiadas (inclusive sem a parte branca)
2 colheres (sopa) de azeite de oliva extravirgem
10 azeitonas portuguesas
1 limão espremido
1 colher (sopa) de pimenta rosa
1 pitada de sal

Modo de Preparo:

Tempere as fatias de laranja com o limão, azeite, o sal e agregue as azeitonas e a pimenta rosa. Sirva 

domingo, 14 de outubro de 2012

MÁRCIA MELLO & PECO NOGUEIRA



Na semana passada foi lançada oficialmente a coleção primavera/verão da grife MÁRCIA MELLO, cuja revista deste lançamento contém uma belíssima entrevista com este cozinheiro aqui. Assim aproveito a oportunidade para divulgar a entrevista aqui no blog e elogiar a destacada empresa da Márcia Mello. Na revista também foi publicada uma receita minha e para não perder a mania, reproduzo no final desta postagem.








sexta-feira, 12 de outubro de 2012

ARROZ TEM GRIFE




Quem não percebeu ainda, o arroz tem tem grife. É arbóreo, carnaroli, jasmin, cateto, agulhinha, vermelho, negro, etc... e até arroz selvagem, que nem arroz é, mais sim uma alga, ou melhor ainda é uma outra gramínea. Para os árabes o arroz nasceu de uma gota de suor de Maomé e no oriente é o principal alimento e símbolo da fertilidade e da prosperidade. O arroz é o segundo grão mais consumido no mundo, perdendo apenas para o trigo. Para nós brasileiros que logo após o desmame iniciamos o seu consumo, temos a obrigação de sermos os maiores especialistas. Infelizmente não é bem assim e encontramos no mercado arroz de décima categoria que sequer presta para consumo. Assim, na sua próxima compra dê preferência aos produtos de qualidade. Como o maior produtor de arroz do Brasil é o Rio Grande do Sul  hoje posto uma receita de arroz de carreteiro, bem típico dos gaúchos.


ARROZ DE CARRETEIRO

Ingredientes:

1 kg da carne seca
1 cebola cortada em rodelas muito finas
2 dentes de alho espremidos
2 xícaras de arroz (só serve aquele que não necessita lavar)
Azeite e sal
Quanto baste de salsinha picada

Modo de Preparo:

Desfie a carne e refogue-a com a cebola, o alho e o azeite de oliva. Acrescente o arroz nesse refogado, cubra com água fervente ( 3 dedos acima do nível do arroz)  e deixe cozinhar em fogo baixo com a panela semi-tampada. Quando a água secar, tampe a panela e deixe descansar por 5 a dez minutos. Abra a panela, solte o arroz, misture a salsa picadinha e sirva com a sua carne preferida. Por aqui gostamos de fraldinha assada com mostarda.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

SALPICÃO GALEGO



Sou defensor da tradição e da culinária criativa. Como cozinheiro num pais de fartura de ingredientes e de influência babélica nas aplicação deles, outro resultado não teria senão uma cozinha rica e criativa. Nos últimos quinhentos anos assistimos as mais tradicionais cozinhas do planeta agregando sua sabedoria aos nossos ingredientes e nos tornando a gastronomia mais rica do mundo. Encontramos de tudo por aqui sem precisar atravessar oceanos ou percorrer distâncias infindáveis. Com algumas adaptações, reproduzimos os pratos mais tradicionais da Terra. Um exemplo disso é culinária galega, cujas receitas não se resumem às Paellas. O salpicão galego por exemplo nada tem a ver com uma maionese de frango com salsão e batata, mas sim uma vinagrete de camarões, peixes e mariscos.


SALPICÃO GALEGO

Ingredientes:

300g de camarão rosa cozido e picado
300g de cação cozido e picado
300g de mariscos cozidos
1 xícara (chá) de vinho branco seco
1 xícara (chá) de azeite de oliva espanho
1 xícara (chá) de água gelada
1 cebola picadinha
2 colheres (sopa) de xerez
1 colher (sopa) de limão siciliano
1 ramo de tomilho
1 pitada de sal
1 pitada de pimenta do reino

Modo de Preparo:

Misture todos os ingredientes e sirva com pães variados.

domingo, 7 de outubro de 2012

PICANHA PRETA


Confesso que já enjoei do nosso tradicional churrasco, onde colocamos a carne com sal grosso para "queimar" no braseiro do carvão sobre a grelha de uma churrasqueira. Hoje em dia a maioria das casas novas têm espaços gourmets fantásticos que vêm equipados com fogões e fornos de última geração, ou mesmo o velho e bom fogão e forno à lenha. Outro dia executei no programa Terra da Gente da EPTV/Globo, uma picanha na panela de pressão feita com cerveja preta. Hoje sugiro este prato acompanhado de um Arroz de Pera e uma Farofa de Maracujá.

PICANHA NA CERVEJA PRETA

Ingredientes:

1,4 kg de picanha bovina
1 lata de molho de tomate
100 g de azeitona verde picada
1 pacote de mistura para sopa de cebola
350 ml de cerveja escura (não pode ser doce)

Modo de Preparo:

Limpe a picanha, retirando o excesso da gordura. Numa panela de pressão, doure a carne, virando-a sem furar. Em uma tigela, misture o molho de tomate, as azeitonas picadas, a sopa de cebola e a cerveja escura. Depois que a carne estiver dourada, coloque essa mistura na panela e tampe. Quando pegar pressão, baixe o fogo e deixe cozinhar por 30 minutos. Desligue a panela, espere sair toda a pressão e abra a panela. O molho deve estar grosso, se estiver ralo, a carne ainda não está no ponto. Volte a panela para o fogo sem tampar, por mais alguns minutos.

FAROFA DE MARACUJÁ


Ingredientes:

500 g de farinha de milho em flocos
4 colheres (sopa) de fubá minoso
2 colheres (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
2 maracujás azedos grandes
1 cebola picadinha
4 colheres (sopa) de cheiro verde picadinho
Sal quanto baste
Pimenta do reino branca moída na hora (opcional)

Modo de Preparo:

Em uma frigideira grande, derreta a manteiga junto com o azeite e refoque a cebola até vitrificar. Junte a polpa dos maracujás com as sementes, deixe ferver um pouco. Vá acrescentanto a farinha de milho misturada com o fubá aos poucos e mexendo sempre para não empelotar. Junte o sal e a pimenta. Misture bem. Desligue o fogo, junte o cheiro verde e misture tudo muito bem. Tenha certeza que esta farofa vai fazer o maior sucesso no seu próximo churrasco.

ARROZ DE PERA


Ingredientes:

4 xícaras (chá) de arroz cozido
4 peras cortadas e cubos
100 g de queijo parmesão ralado
100 g de manteiga

1 copo de requeijão cremoso
Quanto bate de salsa picadinha

1 ramo de alecrim fresco picado
Sal e noz moscada à gosto.

Modo de Preparo:

Em uma panela derreta a manteiga, acrescente as peras cortadas e o alecrim. Deixe refogar até as peras ficarem levemente macias. Adicione o arroz, corrija o sal e a noz moscada. Para finalizar, junte o requeijão e o queijo parmesão ralado. Polvilhe a salsa.

sábado, 6 de outubro de 2012

POLENTA BRANCA




Toda vez que faço polenta lembro do meu saudoso avô materno, Seu Jarbas, que não almoçava ou jantava caso não tivesse no seu prato um belo pedaço de polenta. Acredito que hoje sou cozinheiro graças a ele, posto que sempre cozinhou para nós e acabou com o estigma de que homem não cozinhava. A receita de hoje é de uma polenta branca que comi no restaurante Gero em São Paulo (do grupo Fasano) e acompanhava uma lula banhada em sua própria tinta.

POLENTA BRANCA

Ingredientes:

150g de fubá de milho branco
40g de manteiga sem sal
5g de sal
30g de caldo de galinha em pó
20g de alho picado
50g de cebola picada
50g de queijo parmesão ralado
40 ml de azeite de oliva
500 ml de água filtrada
40 ml de vinho branco seco
Cheiro verde à gosto

Modo de Preparo:

Em uma panela, doure a cebola e o alho na manteiga. Acrescente a água, o sal, o caldo de galinha e espere ferver. Dilua o fubá no vinho e quando a água estiver quase fervendo, comece a adicionar lentamente sem parar de mexer até ficar cozido (demora uns 20 ou 30 minutos). Acrescente o azeite, o cheiro verde picado e queijo parmesão ralado. Transfira para uma travessa e sirva. (Eu servi com bacalhau desfiado ao creme bechamel).

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

LASANHA À ROLÊ


As massas são bem-vindas em praticamente todo o planeta e não poderia ser diferente na cozinha do brasileiro. Noutro dia postei aqui que o prato preferido do nosso povo é esta massa de origem italiana. Hoje inovo e ensino uma receita original desta iguaria.

LASANHA À ROLÊ

Ingredientes:

12 fatias de massa de lasanha seca
6 fatias de mussarela
6 fatias de presunto
Queijo parmesão ralado

Para os bifes:

6 bifes finos de coxão mole
1 cenoura
6 fatias de bacon
Sal e pimenta
Palitos de dente

Para o Molho:

1 lata de tomate pelado
1 lata (medida) de caldo de legumes
1 cebola ralada
1/2 cenoura
2 colheres (sopa) de catchup
1 colher (sopa) de mostarda
1 colher (sopa) de molho inglês
2 dentes de alho espremidos
2 colheres (sopa) de azeite
Sal e pimenta

Modo de Preparo:

Tempere a carne com sal e pimente. Enrole os bifes com uma fatia de bacon e um pedaço de cenoura. Prenda com um palito. Em uma panela de pressão, sele a carne de todos os lados e acrescente caldo de carne fervendo até cobrir os bifes. Tampe a panela e cozinhe por 20 minutos após começar a chiar. Enquanto isso, prepare o molho: refogue a cebola e o alho no azeite, bata os demais ingredientes no liquidificador e junte ao refogado. Corrija o sal. Monte então a lasanha em um refratário, colocando um pouco de molho no fundo, faça uma camada com massa, disponha os bifes e sobre eles o presunto e o queijo; Ponha mais um pouco de molho, outra camada de massa e termine com o molho. Polvilhe parmesão e leve ao forno quente por 20 minutos.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

BOLO DE BATATA



A batata além de muito versátil, agrada a maioria das pessoas, aliás não me lembro de ter conhecido alguém que não goste deste delicioso tubérculo. Aqui em casa a batata é empregada em diversas receitas, como purês, fritas, palha, rösti e em bolos. Hoje ensino justamente uma receita de bolo de batata muito simples de ser feita e que serve como um excelente acompanhamento para sua carne bovina preferida.


BOLO DE BATATA


Ingredientes:

2 kg de batatas descascadas e fatiadas, sem lavar
1 litro de leite
½ litro de creme de leite fresco
50 g de manteiga
3 alhos-poró, cortadas em julienne (só a parte branca)
2 dentes de alho espremidos
1 pitada de noz-moscada
200g de queijo parmesão ralado fino

Sal e pimenta-do-reino branca moída na hora


Modo de Preparo:

Numa panela acrescente o leite, o creme de leite, o alho, a noz-moscada, o sal e a pimenta-do-reino e leve para aquecer. junte as fatias de batatas e cozinhe-as ao dente. 
Em outra panela, aqueça o azeite e frite o alho-poró. 
Num refratário, disponha camadas de batatas, regando com um pouco do molho de leite, alho-poró e queijo ralado. Repita as camadas, terminando com o queijo. 
Leve ao forno pré-aquecido a 200°C para gratinar.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

LASANHA - A PREFERIDA



Qual o prato preferido dos brasileiros? Engana-se quem respondeu que é o arroz com feijão. Segundo uma ONG inglesa que pesquisou em 17 países a preferência de um prato principal, no Brasil venceu a tradicional lasanha com carne moída, presunto e mussarela. Na minha casa esta afirmativa é verdadeira e ganha de longe em primeiro lugar. Já publiquei aqui a minha receita de sucesso para esse prato trazido pelos italianos. Hoje republico para quem quiser matar a vontade.


LASANHA DO PECO

Ingredientes:

500 g de lasanha de grano duro
300 g de queijo parmesão ralado
Margarina para untar

Para o molho a bolonhesa:

1 quilo de carne moída (metade de boi e metade de porco)
1 cebola grande picadinha
4 dentes de alho
250 ml de vinho tinto
1 colher de sopa de orégano
1 e 1/2 colher de farinha de trigo
2 latas de tomate pelado
2 tabletes de caldo de carne
2 colheres de sopa de catchup
1 colher de sopa de mostarda
1 colher se chá de pimenta vermelha
1 cenoura picadinha
3 folhas de louro
300 ml de água
4 colheres de azeite
1 colher de café de Aji-n-moto

Para o molho Bechamel.

1 litro de leite.
1 cebola
2 colheres de sopa de margarina
2 colheres de farinha de trigo
sal
noz moscada
queijo parmesão ralado

Modo de preparo do molho bolonhesa:

Bata no liquidificador os tomates, os tabletes de caldo de carne, a cenoura, o catchup, a mostarda, a pimenta e a água. Reserve. Em uma panela grande aqueça o azeite, doure a cebola e o alho. Acrescente a carne moída polvilhada com a farinha de trigo e frite bem. Junte à carne os ingredientes batidos no liquidificados, as folhas de louro, o AJI-NO-MOTO e deixe ferver tampado por 30 minutos em fogo baixo. Acrescente o orégano e o vinho tinto e deixe ferver por mais 15 minutos. Reserve.

Modo de preparo do molho branco:

Em uma panela derreta a margarina, acrescente a cebola e espere dourar. Acrescente a farinha e deixe cozinhar mexendo sempre. Aos poucos e sem parar de mexer vá juntando o leite. Acrescente o sal (pouco) e a noz moscada. Espere esfriar um pouco. Bata no liquidificador o molho obtido juntando duas colheres de queijo parmesão. Reserve.

Montagem:

Unte um refratário retangular de borda alta com margarina ou manteiga. Forre o fundo com uma camada do molho bechamel. Cubra com uma camada de lasanha (sem cozinhar). Coloque outra camada de molho bechamel, uma camada de molho a bolonhesa, polvilhe com queijo parmesão ralado, e repita novamente a operação, ou seja, camada de lasanha, camada de bechamel, camada de bolonhesa, polvilhe com parmesão. Termine com o bechamel sobre o molho a bolonhesa e polvilhe queijo parmesão ralado. Leve ao forno a 240° por 35 minutos. Sirva com pão italiano.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

ROSBIFE CASEIRO




Ontem foi meu aniversário e como todos os dias eu pergunto para minhas meninas (esposa e filha) o que querem comer, hoje achei por bem perguntar para mim mesmo o que eu queria comer no dia do meu aniversário. O almoço foi num restaurante da cidade e o jantar foi com o lanche que mais gosto:  Pão francês, rosbife caseiro, queijo gorgonzola, azeite de oliva extravirgem, molho inglês, mostarda escura e azeitonas pretas. A minha receita de rosbife, eu posto hoje.

ROSBIFE CASEIRO

Ingredientes:

1 kg de filé mignon extra limpo
1 xícara (chá) de vinho tinto seco
4 dentes de alho partidos ao meio
2 colheres (sopa) de mostarda escura
8 colheres (sopa) de  shoyu
Sal e pimenta do reino moída na hora
Azeite de oliva e manteiga para selar.

Modo de Preparo:

Misture bem todos os ingredientes (menos a manteiga e o azeite, claro), adicione o filé e deixe marinando na geladeira por umas 4 horas. Retire a carne da geladeira e deixe por 20 à 30 minutos em temperatura ambiente. Enquanto isso pré-aqueça o forno em 200ºC. Aqueça então uma frigideira de fundo grosso, acrescente um pouco de manteiga e azeite de oliva e sele bem a carne de todos os lados, até ficar bem escura. Transfira para uma forma e leve ao forno por uns 20 minutos (quanto mais tempo, mais passado ficará). Retire do forno e deixe a carne esfriar ( de preferência, deixe na geladeira de uma dia para o outro, assim será fácil obter fatias bem finas). Empregue como gostar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...